When one door closes, another opens

When one door closes, another opens; but we often look so long and so regretfully upon the closed door that we do not see the one which has opened for us - Alexander Graham Bell

O Brexit da semana passada veio abrir fissuras e criar ondas de choque em diversos sectores da atividade económica por essa Europa fora. O mercado imobiliárioinfo-icon não é exceção e em Portugal essa é uma questão que tem gerado algumas duvidas e receios junto dos operadores.

Os ingleses têm sido compradores de casas em Portugal desde há muito, graças ao clima, hospitalidade e o domínio dos portugueses da língua inglesa. Esta tendência tem vindo a crescer um pouco por todo o País, embora o Algarveinfo-icon, por motivos de atração turística, faça parte das suas preferências. Recordo que, em 2015, Portugal atraiu muitos investidores estrangeiros para a compra de casas, com os ingleses, os chineses e os franceses no topo da lista.

Luís Lima, presidente da AMIP - Associação de Mediação Imobiliáriainfo-icon Portuguesa, veio desvalorizar os perigos que o Brexit representa para Portugal, tendo afirmado que: 

Quem quer e pode investir fora da Grã-Bretanha continuará a fazê-lo... Na perspetiva do sector imobiliárioinfo-icon, em particular do português, em que o investimento por parte de cidadãos britânicos tem grande importância, creio que o impacto do ‘Brexit’ não será tão significativo. A eventual desvalorização da libra não será tão significativa que o encarecimento dos nossos activos possa ser um impedimento à sua compra. Até porque Portugal é dos países da Europa cujo preço por metro quadrado é mais barato. A vontade de investir no estrangeiro manter-se-á, quem pode e quer investir fora da Grã-Bretanha continuará decerto a fazê-lo. E Portugal reúne condições ímpares para receber este investimento. Luís Lima

Há a acrescentar que a possível cessação dos acordos relativos à liberdade de circulação e de residência de pessoas no Espaço Schengen, no que diz respeito ao Reino Unido, poderá representar uma janela de oportunidade para Portugal.

Segundo um estudo independente O nosso país possui o melhor programa de residência de estrangeiros para captação de investimento (Golden Visa), à frente de países como Suíça, Mónaco ou Dubai. Parece-me pois natural que, dada a preferência dos ingleses pelo nosso país, com destaque para o clima, a hospitalidade e o domínio da língua inglesa, o investimento imobiliárioinfo-icon da Inglaterra continuará a crescer e até mais do que antes, apesar de poder sofrer algum retrocesso temporário durante o período de transição.

A somar a todos estas vantagens e apesar da desvalorização da libra, ou talvez mesmo por causa isso, os imóveisinfo-icon que Portugal tem à venda têm preços bem mais baixos e competitivos do que noutros países europeus.

79 leituras