Cheira a casa nova

É conhecido o poder do sentido do olfato: são mais de 25 milhões de células olfativas que de forma subtil condicionam e estimulam a nossa vontade e os nossos desejos.

Desde comprar uma casa nova, do amor ao apetite, passando pelas nossas memórias, o odor desperta os restantes sentidos para um universo químico invisível, composto por gases e partículas, que pelo facto de se manifestar de forma tão subtil é-lhe dada menos importância do aquela que realmente tem, mas sabia que:

75% das emoções que geramos diariamente são afetadas pelo cheiro. Ao lado da visão, é o sentido mais importante que temos - Martin Lindstrom

O MARKETING AO SERVIÇO DOS AROMAS

Existem muitos profissionais de marketing que trabalham exclusivamente para este sentido, onde o nariz é tratado com a distinção que merece. Quem não sentiu já o prazer "do cheiro a carro novo"? Pois saiba que, apesar deste odor não ser induzido de forma propositada, as principais marcas de automóveis mantêm departamentos de engenharia e investigação de modo a garantir que os novos materiais não arruínem este famoso odor e mantenham a eficácia comercial desejada. Neste vídeo da Ford, podemos observar como este assunto é tratado a sério: https://youtu.be/n9YnEEXhrJE

Mas este não é um caso único, de forma generalizada e em muitas mais atividades existe um trabalho de bastidor que visa predispor o potencial cliente a consumir um dado produto ou a aumentar o grau de satisfação em relação ao serviço prestado. Na restauração, em grandes superfícies, na produção de fragrâncias usadas em lojas, clínicas ou SPAs, na conceção de produtos, etc.

Os seres humanos são capazes de reconhecer aproximadamente 10.000 odores diferentes e, o que é mais notável, podemos lembrar odores com 65% de precisão após um ano, em contraste com as memórias visuais em que passados 3 meses só 50% é que são recordadas - Instituto Sense of Smell

Imagine o poder de persuasão comercial ao dispor das marcas e produtos que apostam na "indústria do cheiro". Não é difícil de perceber o porquê de atualmente serem alocados consideráveis meios e recursos financeiros a esta área de investigação, embora o marketing que nele se baseia prefira o silêncio do anonimato.

E NO RAMO IMOBILIÁRIO?

A atividade de mediação imobiliáriainfo-icon é uma das áreas comerciais em que a experiência sensorial é muito importante e se por um lado tem que existir preocupação em mostrar um imóvel arrumado, bem decorado, com boa luz natural ou artificial, também não se deve descurar o impacto que os maus odores podem despoletar durante a visita do cliente interessado. E pelo que vimos antes, uma perceção sensorial negativa pode fazer a diferença especialmente se se tratar da uma primeira visita.

Odores desagradáveis tais como cheiros provocados por animais, fumo do tabaco, mofo ou bolor, lixo, maus odores provenientes de canalizações ou esgotos, etc. estão na primeira linha de preocupações a levar em linha de conta.

Habitualmente o consultor imobiliário ou o proprietário tenta mitigar estes odores usando fragrâncias artificiais sob a forma de pulverizadores. Mas nem sempre esta é a melhor opção.

Dê preferência ao arejamento do espaço, chegando para o efeito uma hora antes da visita marcada. Verifique se há lixo acumulado e retire-o de casa, abra as janelas fazendo circular o ar.

Tapetes e sofás envelhecidos e pouco cuidados em matéria de higiene também poderão originar cheiros desagradáveis. Experimente pulverizar com um champô seco próprio para carpetes e aspirar de seguida, vai ver que estes ganham uma alma nova.

Por vezes roupa acumulada em roupeiros pequenos durante muito tempo e sem ser lavada origina cheiros desagradáveis. Arrumar essa roupa em caixas plásticas fechadas poderá ser uma solução.

Se o proprietário da casa tem gatos ou cães verifique se a caixa das necessidades se encontra limpa e a areia é renovada periodicamente. Se o animal dorme em casa tenha em atenção se a zona onde dorme se encontra limpa e se os cobertores não libertam odores.

No caso dos odores permanecerem use aromas baseados em óleos essenciais aplicados através de queimador ou, melhor ainda, através do uso de pauzinhos, mas tenha cuidado, termine este processo pelo menos 1/2 hora antes de o visitante chegar.

Lembre-se: uma casa com um bom cheiro vender-se-à mais rapidamente do que uma outra que tresanda.

QUAL A FRAGRÂNCIA QUE DEVE ESCOLHER?

Bom, o que a ciência nos diz poderá surpreender: quanto mais neutro e "clean" for o aroma da casa mais fácil será vendê-la.

Fragrâncias e ambientadores para esconder os maus cheiros de uma casaTodavia existem fragrâncias que despertam memórias positivas pois - como sabemos hoje - uma das funcionalidades da informação gerada pelas células olfativas é contribuir para reforçar a memória associativa.

O cheiro a biscoitos recém-cozidos, o cheiro a relva recém-cortada, o aroma a café ou chocolate quente, são tudo cheiros que transmitem uma sensação de conforto e que despertam memórias passadas associadas a momentos felizes.

Pois se quiser experimentar utilizar algum destes aromas saiba que os pode simular através do uso de óleos essenciais, existindo fragrâncias para estes e muitos outros tipos de odores. Há também quem compre bolinhos ou pãozinhos recém-cozidos ou confeccione café antes da visita para induzir naturalmente um aroma familiar.

Se conhecer o perfil emocional / idade do potencial cliente poderá tentar uma destas opções menos neutras e jogar com as emoções induzidas.

Mas lembre-se: mais importante do que encontrar o aroma ideal é anular os maus odores.

Siga-me nas redes sociais