Mensagem de erro

Notice: Undefined variable: targetPath em __lambda_func() (linha 9 de /var/www/vhosts/ana-macao-kw.pt/httpdocs/sites/all/modules/views_php/plugins/views/views_php_handler_field.inc(202) : runtime-created function).

Imobiliário e emprego de mãos dadas

O INE- Instituto Nacional de Estatística, divulgou os dados relativos ao desemprego em 2016 e que já abrangem o último trimestre do ano. Estes números permitem constatar que o sector do imobiliárioinfo-icon é um dos "responsáveis" pelo aumento do emprego em Portugal.

Em 2016, trabalhavam no sector da mediação imobiliáriainfo-icon 40 mil portugueses, mais 43% do que em 2015, ou seja, este é o setor de atividade onde a subida no emprego foi mais expressiva. Segundo o INE:

A taxa de desemprego do 4.º trimestre de 2016 foi de 10,5%. Este valor manteve-se inalterado face ao do trimestre anterior e é inferior em 1,7 pontos percentuais (p.p.) ao do trimestre homólogo de 2015. A população desempregada, estimada em 543,2 mil pessoas, registou uma diminuição trimestral de 1,2% (menos 6,3 mil pessoas) e uma diminuição homóloga de 14,3% (menos 90,7 mil).
A população empregada, estimada em 4 643,6 mil pessoas... registou um acréscimo face ao ano anterior de 1,8% (mais 82,1 mil).

Mas a novidade interessante provém do estudo que a TSF elaborou com base nestes dados e que estratifica o crescimento do emprego por setor de atividade económica. E a surpresa é que, no período de 2015/2016, o crescimento do emprego foi liderado pela indústria do imobiliárioinfo-icon.  

Crescimento do emprego em 2015/2016 por sector de atividade

A justificação para este comportamento do emprego pode ser encontrada no valor recorde de investimento estrangeiro que Portugal soube captar durante este biénio. Mas também no sector do turismoinfo-icon, que gerou oportunidades se emprego no sector da construçãoinfo-icon e da mediação imobiliária. E por último, na reabilitação urbanainfo-icon, em grande parte alavancada pelos dois primeiros motivos.

Se dúvidas houvesse em relação ao virtuosismo do investimento no imobiliário, quer nacional, quer estrangeiro, aqui está mais uma vantagem óbvia.

94 leituras